Acelerando a transformação digital na logística brasileira

Logística

A Rodonaves é uma dos maiores operadoras logísticas do Brasil. No coração de uma das maiores operações de cargas do país nossos designers atuaram in loco durante 12 meses para redesenhar o principal sistema de tecnologia da companhia, o TMS. Todo o trabalho foi desenvolvido em campo. Junto aos usuários, nosso time mapeou as principais dores, testou hipóteses e redesenhou a jornada de trabalho de milhares de colaboradores.

Contexto

Um dos principais operadores logísticos do país encontra-se em pleno desenvolvimento de sua transformação digital.

Desafio

Como podemos conectar as pessoas da companhia ao movimento de transformação digital e trazer maior assertividade no redesenho do sistema?

Solução e Impacto

Atuando lado a lado com os usuários da companhia, a WHF desenvolveu um processo de trabalho específico para o workflow Rodonaves, com mapeamento, prototipagem e teste das telas do novo sistema Rodonaves.

CONTEXTO

O ponto de partida do projeto

A Rodonaves é uma gigante na logística brasileira. Fundada em 1980, a empresa atua hoje em praticamente todo o território nacional. São 150 unidades de atendimento e 3.200 cidades atendidas em mais de 50 mil coletas e entregas realizadas por dia. Mais de 130 mil clientes são atendidos pelas operações da Rodonaves em 13 estados brasileiros. A empresa, que tem uma forte cultura empreendedora, iniciou há cerca de dois anos um de seus mais importantes movimentos estratégicos: a transformação digital. Nesta primeira onda, o grande marco estruturante consistia no desenvolvimento de uma nova versão - mais moderna, segura e eficiente - de seu sistema primário de funcionamento, o chamado TMS (Transportation Management System).

DESAFIO IDENTIFICADO

Nossa missão no projeto

Devido ao seu modelo de negócio único, o sistema da Rodonaves também possui regras de negócio e casos de uso bem específicos. Em operação há mais de 20 anos, o sistema que possui interfaces e linguagem bem antigos, conta hoje com um elevado número de perfis de usuários bastante habituados ao sistema. Do escritório financeiro à entrega em campo, o TMS é um sistema universal dentro da companhia, que atua em 13 estados brasileiros. O sistema, que sempre funcionou desktop, agora está indo para as nuvens, tornando-se web. Uma grande mudança para todos.

Neste contexto, o principal desafio identificado seria criar algo que representasse o comportamento das pessoas em suas funções-chave. Em outras palavras, como poderíamos estabelecer um processo eficiente para desenvolver novas propostas para o sistema Rodonaves junto aos usuários? Mais do que analisar gráficos de fluxos de telas e funções, nosso desafio seria criar conhecimento sistematizado das práticas cotidianas dos usuários.

Ícone de aspas para representar a fala seguinte

A interface do novo TMS precisa simbolizar a evolução da companhia, mas precisa fazer isso a partir das pessoas que trabalham aqui.

Luciano Krol, Head de Transformação Digital

PROCESSO

Como aplicamos nosso processo

A base do processo foi um vasto trabalho em campo. Nesta primeira sprint, nossos designers atuaram no mapeamento de 3 grandes jornadas operacionais para entender o perfil dos usuários Rodonaves em 4 grandes centros logísticos da empresa pelo país. A ideia seria entender em linhas gerais os padrões de comportamento e usabilidade das pessoas e traçar personas claras para o sistema. Essa pesquisa inicial estruturou 6 grandes tendências comportamentais e 13 grandes padrões de usabilidade dos usuários. Elas foram a base para a criação das regras que compuseram o design system da Rodonaves.

A partir desse marco, nossos designers começaram a atuar in loco, de forma contínua em parceria com a área de transformação digital e as softwares houses para, agora, dar vida ao novo TMS, tela a tela. Ao longo de 12 meses, a WHF conduziu workshops de sensibilização e cultura com lideranças da transformação digital e com o time de desenvolvimento das fábricas de software. Também atuou ininterruptamente em um processo único de 5 passos criados especificamente para o modelo Rodonaves. O objetivo do processo, batizado de Speed, era entregar telas e documentação-base validadas para os times de desenvolvimento atuarem com máxima assertividade dentro de suas sprints.

SOLUÇÃO E IMPACTO

Como desenvolvemos as soluções

O trabalho desenvolvido teve duas linhas de solução. A primeira foi a criação das apólices centrais de desenvolvimento de interfaces web para a Rodonaves: um design system. Além de garantir a consistência visual e de linguagem das telas para o usuário final, o desenvolvimento é agilizado, pois os times de tecnologia trabalham em estruturas técnicas baseadas em componentes. Isto é, as estruturas são mais simples no aspecto de código e mais eficientes do ponto de vista de gestão e manutenção.

A segunda linha de trabalho foi o desenvolvimento das telas do sistema. Os chamados protótipos de alta fidelidade criados pelo time WHF eram a base de validação dos usuários finais. Ao todo, foram mais de 750 telas testadas com os usuários Rodonaves e mais de 800 mil camadas de interface criadas em cerca de 50 user stories desenvolvidas.

Além disso, também desenvolvemos um portal para desenvolvedores. O grande intuito seria facilitar o acesso aos guidelines e recursos disponíveis trazendo mais eficiência para a operação de desenvolvimento.

Voltar para cases

QUER SABER COMO PODEMOS COLABORAR COM A SUA ORGANIZAÇÃO?

Converse com nosso time